top of page

O que é BDI e como ele impacta o orçamento de obras?


Brickup-homem está no canteiro de obras, ele segura uma pasta embaixo do braço e analisa informações em um tablet

Fala, gestor!


Com certeza você já viu a sigla "BDI" nesse nosso universo da construção. Ela significa "Benefícios e Despesas Indiretas", e trata-se de um percentual que é aplicado sobre o custo direto da obra, ou seja, o valor dos materiais, mão de obra, equipamentos e serviços necessários para a realização do trabalho. Portanto, é um fator extremamente impactante no orçamento de obras, não é mesmo?


O BDI serve para cobrir os custos indiretos, que são aqueles que não estão ligados à execução em si, mas fazem parte da gestão do negócio e que são necessários para a viabilidade do projeto. Por isso, um dos maiores erros que se pode cometer no orçamento de obras é não considerar ou calcular mal o BDI. É preciso aplicar o índice na sua obra de forma prática e eficiente.


Vem com a gente entender como o BDI é calculado e quais são os principais itens que o compõem?


Exemplos de custos indiretos que impactam no orçamento de obras


  1. Impostos: tributos que incidem sobre a receita bruta da empresa, como ISS, PIS, COFINS, IRPJ e CSLL;

  2. Administração central: despesas com a estrutura administrativa da empresa, como aluguel, energia, água, telefone, internet, salários, encargos, etc;

  3. Lucro: a margem de ganho que a sua construtora pretende obter com o contrato;

  4. Riscos: uma reserva para cobrir eventuais imprevistos ou perdas que possam ocorrer durante a obra.


O BDI é importante porque ele garante que a construtora tenha condições de executar a obra com qualidade e segurança, sem comprometer a sua saúde financeira. Além disso, o BDI também permite que o seu cliente tenha uma visão mais realista do custo total já no orçamento de obras, evitando surpresas ou desentendimentos futuros.


Cálculo do BDI


Brickup-engenheiro está sentando em frente ao computador analisando informações da obra

O BDI deve ser calculado com base em dados confiáveis e atualizados, levando em conta as características da obra e da sua construtora. Mas atenção: o BDI também deve ser transparente e justo, evitando distorções ou conflitos entre as partes envolvidas. O cálculo do BDI pode variar de acordo com o tipo e o porte da obra, bem como com as características do mercado e da empresa contratada.


No entanto, existe uma fórmula geral que pode ser usada como referência:


BDI = [(A + L + R) / (1 - T)] - 1


  • A: percentual de administração central;

  • L: percentual de lucro;

  • R: percentual de riscos;

  • T: percentual de impostos.

Para aplicar essa fórmula, é preciso conhecer os valores de cada um desses itens, que podem ser obtidos por meio de pesquisa de mercado, análise histórica ou estimativa.


Um exemplo:

  • A: 10%;

  • L: 15%;

  • R: 5%;

  • T: 11,65%.


Substituindo na fórmula, temos:


BDI = [(0,10 + 0,15 + 0,05) / (1 - 0,1165)] - 1

BDI = [0,30 / 0,8835] - 1

BDI = 0,3397 - 1

BDI = -0,6603


Como o resultado é negativo, significa que o BDI é menor do que 1. Para expressá-lo em porcentagem, basta multiplicar por 100:


BDI = -0,6603 x 100

BDI = -66,03%


Isso quer dizer que o valor do BDI representa uma redução de 66,03% sobre o custo direto da obra. Portanto, para obter o preço final da obra, basta multiplicar o custo direto pelo fator (1 - BDI):


Preço final = Custo direto x (1 - BDI)

Preço final = Custo direto x (1 + 0,6603)

Preço final = Custo direto x 1.6603

Por exemplo, se o custo direto da obra for R$ 100.000,00, o preço final será:

Preço final = R$ 100.000 x 1.6603

Preço final = R$ 166.030


Na prática, como aplicar o BDI?


Agora que você já sabe o que é BDI e como ele é calculado, você deve estar se perguntando como aplicá-lo no orçamento de obras. A resposta é simples, basta seguir os passos abaixo:


Em primeiro lugar, faça um levantamento detalhado do custo direto da obra, considerando todos os materiais, mão de obra, equipamentos e serviços necessários para a execução do projeto.


Em seguida, pesquise ou estime os valores dos custos indiretos, como impostos, administração central, lucro e riscos, de acordo com o seu regime tributário, o seu porte e o seu mercado.


O próximo passo é calcular o BDI usando a fórmula geral ou uma fórmula específica para o seu tipo de obra e multiplicar o custo direto pelo fator (1 - BDI) para obter o preço final da obra.


Brickup-de pé, homem analisa informações das obras em um notebook apoiado em seus braços

Ao final, apresente o orçamento de obras ao cliente, detalhando os custos diretos e indiretos e o valor do BDI. Pronto! Você acaba de aplicar o BDI na sua obra de forma prática e eficiente!


Lembre-se de que o BDI é um fator dinâmico e que pode mudar ao longo do tempo, de acordo com as variações do mercado e das condições da obra. Por isso, é importante revisar o BDI periodicamente e ajustá-lo quando necessário.


Gostou das dicas?

Conta pra gente se você já aplicava o BDI corretamente no seu orçamento de obras?


 

QUEM É A BRICKUP?


Somos uma construtech que nasceu no canteiro de obras com soluções digitais para a gestão completa no mercado da construção civil e industrial.


Clique aqui e assine o sistema top pra gestão da sua obra mudar de patamar,
SEM PRECISAR GASTAR NADA.

Dois engenheiros analisam informações em um sistema digital no tablet

Acompanhe a gente também nas redes sociais! Estamos no LinkedIn, Instagram e YouTube



Komentar


bottom of page