Principais tipos de fundações e suas aplicabilidades

Fundações são os elementos estruturais que suportam e distribuem toda a carga de pressão gerada pelos carregamentos e pelo próprio peso da estrutura, além do peso gerado pela sobrecarga, que é decorrente do uso.


A NBR 6122 define condições básicas a serem observadas no projeto e execução de fundações de edifícios, pontes e outras estruturas para garantir a segurança da construção, evitando rupturas, instabilidade ou deformações. Alguns desses aspectos são o tipo de solo e o tamanho e peso do imóvel. As fundações podem ser divididas entre superficiais e rasas. Para entender melhor cada uma delas, continue lendo a seguir. Fundações superficiais São recomendadas para projetos de até 2 andares, já que possuem menos de 3 metros de profundidade. • Sapata Ideal para terrenos com solo firme e boa resistência, essa fundações transmite o peso da edificação para as colunas, as quais transferem o peso para as sapatas que distribuem para o solo. A base geralmente é quadrada ou retangular e o topo reto ou piramidal.

https://www.escolaengenharia.com.br/sapatas-de-fundacao/

Viga Baldrame Consiste em uma viga de concreto simples ou armado construída abaixo do nível do solo, estendendo por todas as paredes. Essa estrutura serve para distribuir a carga da edificação e travar as colunas da construção. Além disso, pode ser usada para ligar as sapatas.

https://www.vivadecora.com.br/pro/viga-baldrame/

Radier Placa ou laje de concreto armado que recebe e distribui para todo o terreno a carga da edificação. Essa opção é muito usada em pequenos imóveis e em obras leves de alvenaria estrutural. O radier tem como vantagens a economia de materiais, a rápida execução e a mão de obra reduzida.

https://www.escolaengenharia.com.br/radier/

Fundações profundas Para projetos em que o solo é mais pobre, como aterros, ou a carga é muito pesada, as fundações profundas são mais recomendadas, já que o solo é escavado em mais de 3 metros. • Estacas São estruturas de grandes comprimentos e com seções transversais pequenas que podem ser cavadas ou perfuradas no solo. Geralmente, é executada com máquinas e ferramentas e é feita de materiais como aço, madeira ou concreto. A escavação do solo é feita através do trado manual ou mecânico e, nesse tipo de fundação, as cargas são transmitidas ao solo por atrito lateral.

https://pedreirao.com.br/estacas-de-fundacoes-passo-a-passo/

Caixões Possuem forma prismática e são concretados na superfície do terreno. A instalação pode ou não utilizar ar comprimido na escavação interna, dependendo do material do caixão.

https://www.escolaengenharia.com.br/tipos-de-fundacoes/Tubulações Essa estrutura é recomendada para projetos que possuem grandes cargas, como prédios, viadutos e pontes. Nessa opção, operários descem até o solo para alargar a base ou fazer a limpeza do fundo.


https://www.escolaengenharia.com.br/tubulao-a-ceu-aberto/ Como saber qual a mais adequada para o projeto Tendo em vista que existem diversos fatores únicos determinantes, como o solo e o peso, não é simples e não há uma receita pronta a seguir para cada edificação. Sendo assim, o ideal é contratar um engenheiro para elaborar o projeto estrutural da obra que avaliará os critérios técnicos da edificação. Gostou desse artigo? Então siga a Brickup nas redes sociais e se inscreva em nossas newsletter para receber conteúdos exclusivos.