top of page

O que aprendemos participando da FEICON 2024?



Em abril, São Paulo recebeu mais uma edição da FEICON, e é claro que a Brickup marcou presença na maior Feira da Indústria da Construção da América Latina!


Durante os quatro dias de evento, nosso time teve a oportunidade de trocar ideias e experiências com um público ávido por soluções que façam sentido no dia a dia dos canteiros de obras espalhados por todos o Brasil. Também iniciamos conversas promissoras e estratégicas de inovação e fechamos dezenas de novos contratos - o que é fantástico!


Outra grande satisfação ao participar de mais uma FEICON, foi justamente a oportunidade de aprender e de respirar um pouco mais esse universo da construção. Por isso, fomos lá e absorvemos tudo o que poderíamos e agora vamos dividir com você. Tá curioso? Então vem com a gente!


1 - Nosso mercado é carente de soluções que permitam produzir mais e melhor


Como na edição passada, a FEICON mais uma vez se destacou pela estrutura e variedade de áreas expositoras. Do concreto ao revestimento, tudo que é utilizado em uma obra estava exposto lá - os visitantes puderam presenciar até mesmo uma casa sendo construída dentro do centro de exposições, totalmente do zero! Imagina só isso!


Passaram por lá muitas pessoas de toda a América Latina. Gente interessada nas novidades do mercado da construção, principalmente quando o assunto era "como produzir mais e melhor com redução de custos e desperdícios."


Time Brickup no estande da FEICON 2024
Cláudia Shimada (People), Letícia Lopes (Coordenadora de Pré Venda), Rafael Souza (CEO), Ricardo Pimentel (CRO) e Igor Adib (Gerente de Produtos).

2 - O público está mais conectado com as soluções tecnológicas


Um ponto positivo e que ficou bem evidente durante a FEICON: notamos que o conhecimento do público sobre os softwares para gestão de obras aumentou consideravelmente. As pessoas estavam mais conectadas com as soluções e sabiam bem o que queriam.


Tivemos muitas trocas e interações com colegas, clientes e potenciais clientes, e comentamos o quanto as construtoras estão cada vez mais voltadas para que os dados as ajudem a tomar melhores decisões.


"Em cada interação, isso sempre aparecia de forma muito forte: como a tecnologia vai me ajudar a gastar menos energia tratando dados e compilando informações, e mais energia analisando, pensando estrategicamente, e elaborando planos para ajustar o curso no decorrer de um projeto?", lembra Ricardo Pimentel, Líder de de Vendas e Sucesso do Cliente na Brickup e que esteve na FEICON.

Fica cada vez mais evidente o quanto a tecnologia já faz parte do dia a dia das construtoras, em todos os aspectos, desde novos materiais, novos métodos construtivos e novas ferramentas para coletar dados e auxiliar na tomada de decisão.


É certo que imprevistos sempre existir, ainda mais em um mercado dinâmico como o nosso, mas as empresas que se destacam e performam melhor, são aquelas que tem maior agilidade em repensar e replanejar, mitigando impactos em prazo e custo, reforça Pimentel.


3 - Mão de obra é uma PEDRA no sapato da construção


Uma conclusão unânime é a de que a escassez de mão de obra qualificada é algo que não tem solução no curto prazo, e apenas investindo em novas formas de executar um mesmo trabalho é que poderão permitir alterar a necessidade dos recursos para construir de forma mais inteligente e sem aumentar muito os custos.


E a FEICON é sem dúvida o melhor lugar para conhecer mais sobre esses diversos temas e repensar a forma de construir e operar uma construtora.


Nosso time teve a oportunidade de palestrar sobre esse assunto tão relevante, levantando possíveis caminhos para lidar com esse desafio de frente, como lançar mão da inteligência artificial.


"Se eu pudesse resumir o que eu vi de mais importante na FEICON, foi essa provação, nas mais variadas disciplinas, para repensar a construção no Brasil.", comenta o Líder de Vendas Ricardo Pimentel.

4 - A FEICON aproxima os dois extremos da cadeia construtiva


De acordo com Igor Adib, Gerente de Produtos Brickup, e que também marcou presença no estande da FEICON, a feira aproxima os dois extremos da cadeia construtiva, do gigante fornecedor ao auxiliar de pedreiro, todos no mesmo lugar para aprender juntos sobre as novidades da construção civil e industrial. O evento possibilita a troca com diversas culturas, inclusive internacionais.


As maiores empresas e marcas do setor investiram, mais uma vez em estandes personalizados, atendimento diferenciado com entrega de brindes e ministração de palestras e muitas pessoas aguardaram o momento para fechar negócios, aproveitar promoções e condições especiais.


Como afirma Rafael Souza, CEO da Brickup, a FEICON mais uma vez se mostrou a maior e a melhor feira de nosso setor. "As pessoas estão lá em busca de novos negócios e para fechar parcerias, e isso é excelente para empresas que são focadas na inovação", comenta.


Copo térmico na cor laranja estampado com a marca Brickup
Brinde Brickup entregue durante a FEICON 2024

5 - Problemas de comunicação oneram operações no canteiro


Outro ponto de atenção que o time Brickup apurou durante a FEICON 2024 é que a falta de informações vindas do canteiro de obras ainda é um grande gargalo e onera a operação.


O pior é que mascara resultados até que um problema grande aconteça. "As empresas que não tem o apoio de uma tecnologia consistente acabam ficando restritas a duas opções: rodar a obra com uma alta frequência, ou assumir o risco de uma visibilidade reduzida do andamento. E isso é extremamente prejudicial, e acaba levando a grandes prejuízos", explica Pimentel.


6 - Temos muito a trilhar, já que a construção ainda se mostra tradicional


Mesmo impressionando o público com todo o seu tamanho e relevância, outro ponto interessante é que, em alguns momentos, o setor ainda se mostra acanhado para o novo, com ares de tradicionalidade. Os grandes estandes eram ocupados por empresas bastante tradicionais e, apesar de vermos empresas de tecnologia ocupando espaços cada vez mais importantes, entendemos que pode ser muito maior - e potencial pra isso existe!


Por isso, vamos continuar trilhando esse caminho de desenvolver e distribuir tecnologia e inovação para o setor, e já fechamos a agenda pra FEICON 2025. Você vem com a gente?


 

CONFIRA ALGUNS MOMENTOS DA BRICKUP NA FEICON 2024



 

QUEM É A BRICKUP?


Somos uma construtech que nasceu no canteiro de obras com soluções digitais para a gestão completa no mercado da construção civil e industrial. Nossa missão é simplificar o jeito de construir e escalar o faturamento do seu negócio.


Clique aqui e assine o sistema top pra gestão da sua obra mudar de patamar,
SEM PRECISAR GASTAR NADA.

Dois engenheiros analisam informações em um sistema digital no tablet

Acompanhe a gente também nas redes sociais! Estamos no LinkedIn, Instagram e YouTube


Comments


bottom of page