O que é o relatório de obras e como otimizar seu preenchimento

O Relatório de Acompanhamento de Obras (RAO) é um documento de extrema importância técnica e estratégica na gestão de obras, já que registra todos os principais eventos que impactaram na execução da obra, sejam previstos ou imprevistos. Além disso, é um registro obrigatório regulamentado pelo Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea).

Entretanto, é comum que o RAO seja negligenciado pela empresa e não elaborado de forma correta, o que dificulta o entendimento das ocorrências e a identificação de erros a serem solucionados. Por isso, continue lendo para entender a importância desse documento e como elaborá-lo. • O que é o Relatório de Acompanhamento de Obras O RAO também pode ser conhecido como Diário de Obra, Livro de Ordem ou Relatório Diário de Obra (RDO) e deve ser preenchido todos os dias, segundo a Resolução n° 1094 do Confea, e mantido no canteiro durante todo o tempo de execução da obra. Os principais objetivos deste documento são atestar a realização dos serviços, esclarecer dúvidas, garantir o cumprimento das orientações técnicas e administrativas, avaliar motivos de eventuais falhas técnicas, atrasos e custos excessivos e servir de base para trabalhos estatísticos. O RAO pode ser preenchido pelo engenheiro, arquiteto, técnico de edificações ou até mesmo o estagiário, mas é necessário que seja supervisionado pelo profissional registrado e responsável pela obra, que geralmente é um engenheiro. • O que está incluso no RAO? Apesar de as empresas terem liberdade para personalizar o próprio RAO com informações importantes adicionais, é obrigatório, de acordo com a resolução n° 1094, que conste: I – dados do empreendimento, de seu proprietário, do responsável técnico e da respectiva Anotação de Responsabilidade Técnica (ART); II – datas de início e de previsão da conclusão da obra ou serviço; III – datas de início e de conclusão de cada etapa programada; IV – os relatos de visitas do responsável técnico; V – o estágio de desenvolvimento do empreendimento no dia de cada visita técnica; VI – orientação de execução, mediante a determinação de providências relevantes para o cumprimento dos projetos e especificações; VII – acidentes e danos materiais ocorridos durante os trabalhos; VIII – nomes de empresas e prestadores de serviço contratados ou subcontratados, caracterizando as atividades e seus encargos, com as datas de início e conclusão, e números das ARTs respectivas; IX – períodos de interrupção dos trabalhos e seus motivos, quer de caráter financeiro ou meteorológico, quer por falhas em serviços de terceiros não sujeitas à ingerência do responsável técnico; X – outros fatos e observações que, a juízo ou conveniência do responsável técnico pelo empreendimento, devam ser registrados. • Como otimizar esse processo Percebendo a importância do RAO como um documento que comprove a execução adequada e a qualidade dos serviços e ajude a identificar possíveis falhas no processo, é essencial preencher o Relatório de forma detalhada e assertiva. Contudo, essa pode ser uma tarefa desafiadora, já que existem muitos funcionários envolvidos. Por isso, confira dicas para otimizar esse processo: • Faça anotações diárias sobre tudo o que acontece na obra para não correr o risco de esquecer detalhes importantes. Esses registros podem ser feitos por outros profissionais, como estagiários, para que o responsável pela obra não fique sobrecarregado.

• Explique em detalhes todas as ocorrências, de modo claro e objetivo, para que não ocorram falhas no entendimento.

• Utilize a tecnologia a seu favor: softwares de gestão permitem que todas as informações registradas constem no RAO.

• Com o Brickup Contractor, os relatórios são gerados automaticamente a partir das ocorrências adicionadas ao sistema, o que confere maior confiabilidade ao processo.

• Além disso, os softwares armazenam os dados na nuvem, o que aumenta a segurança das informações, e oferece acesso a todos os profissionais envolvidos em tempo real de forma remota e simultânea, o que facilita o preenchimento e verificação pelo responsável. Agora que você entende a importância de elaborar um bom RAO, não deixe de testar gratuitamente nosso software de gestão e aproveitar os relatórios gerados automaticamente!