Como a Taxa Selic impacta a construção civil

Existem diversos fatores a serem levados em consideração para entender a economia de um país, como inflação, juros, investimentos, financiamentos e outros. Nesse contexto, a economia influencia qualquer atividade econômica, impactando o poder de consumo e a capacidade de investimento para empresas e consumidores.

Um dos principais indicadores econômicos é a Taxa Selic, que analisa, define e controla os juros e taxas administrativas a serem praticados pelo Banco Central. Ela é uma ferramenta importante da política monetária brasileira para conter o avanço da inflação e garantir o aquecimento do mercado. Por isso, é importante entender o que é a Taxa Selic, como ela é definida e como ela pode impactar o setor da construção civil. • O que é a Taxa Selic? O Sistema Especial de Liquidação e Custódia, ou Taxa Selic, consiste no índice básico de juros da economia brasileira. Ela é administrada pelo Banco Central, que negocia títulos públicos federais, e influencia diretamente todas as outras taxas do país. Por isso, ela dita o comportamento dos juros de empréstimos, financiamentos e outras transações bancárias, além de regular a inflação e controlar a emissão, compra e venda de títulos públicos. Nesse cenário, a taxa controla o estímulo ao consumo ou ao investimento, já que, quando a taxa sofre queda, há um aumento na compra de crédito, impulsionado o consumo. Por outro lado, quando está alta, significa que o mercado está favorável para investidores. Sendo assim, quando a Taxa Selic cai, os juros dos bancos seguem a mesma tendência, estimulando o empréstimo de dinheiro. Quando a taxa sobe, os juros mais altos favorecem a queda da inflação e os lucros de investimentos. • Quais operações são realizadas pelo Sistema Selic? O Sistema Selic realiza operações que consistem em empréstimos de curto prazo para diversas instituições financeiras, as quais utilizam títulos públicos como garantia. Essas negociações ocorrem diariamente e possuem uma taxa de juros média conhecida como taxa Selic Efetiva, uma vez que o percentual de juros é efetivamente aplicado no dia a dia. Também existe a taxa Selic Meta, estabelecida pelo Cupom. É essa que mais importa para a construção civil! A cada 45 dias, a taxa é definida e reavaliada pelo Comitê de Política Monetária do Banco Central, ou CUPOM. A cada reunião, esse comitê traça metas para o próximo período e oferece orientações para que a movimentação de títulos públicos mantenha a taxa próxima a meta. Essa meta é definida levando em consideração as apresentações técnicas que o Banco Central elabora com base na evolução e perspectivas econômicas para o período de vigência das metas no mundo inteiro. Outros fatores considerados para definir essa meta são: condições de liquidez, comportamento do mercado, expectativas em relação à inflação, balanço de riscos e atividade econômica no país. • Como a Taxa Selic impacta a construção civil? Como a Taxa Selic influencia nos juros de financiamentos e empréstimos oferecidos pelos bancos, ela afeta diretamente a construção civil: com juros mais baixos, é favorável pedir crédito emprestado para construir ou comprar imóveis. Por isso, quando a taxa se mantém baixa, o mercado se vê aquecido, com mais empreendimentos sendo construídos e compras sendo concluídas. Já quando está em alta, a tendência é de um menor consumo por parte das famílias e um estímulo à queda de preços. Na construção civil, o aumento da Taxa Selic é sentido a médio prazo, afetando a venda de projetos em construção. • Qual a projeção da Taxa Selic para os próximos anos? Em março deste ano, o Cupom divulgou um aumento na Taxa Selic, passando de 10,75% para 11,75%. Em seguida, estimou uma alta de 12,75% para maio. Entretanto, a expectativa para 2023 e 2024 é que a taxa volte a cair, chegando a cerca de 6% ao ano. Dessa forma, uma vez que a taxa influencia diretamente o mercado da construção civil e suas tendências, é essencial acompanhar suas métricas e entender quais serão as consequências futuras. Assim, é possível prever mudanças e planejar soluções e adequações. Para mais conteúdos como esse, não deixe de seguir a Brickup nas redes sociais e acompanhar nosso blog.