Como a sua construtora pode inovar?

Atualizado: 18 de abr.

Implementar novas tecnologias no ramo da construção civil é uma ótima forma de inovar e impulsionar os negócios, além de chamar atenção pelos avanços e manter a empresa competitiva no mercado.


Se esse é um dos objetivos da sua construtora, continue lendo para entender mais sobre o assunto e aprender formas de inovar.

Saiba mais sobre as novas tecnologias

Dentro do setor da construção civil, existem novidades tecnológicas surgindo a todo momento com funcionalidades diferentes para cada área da obra. Sendo assim, o interessante é unir tecnologias para que os setores se complementam e trabalhem com as melhorias.


Assim, a empresa se destaca pelo avanço tecnológico e é capaz de entregar um serviço cada vez mais qualificado com o auxílio desses recursos. Leia a seguir sobre as 12 formas de inovar em uma construtora.


  • BIM (Modelagem de Informação da Construção)

O BIM permite a modelagem do projeto de construção a partir de uma projeção 3D, o que entrega uma visualização detalhada e clara do resultado final desejado. Além disso, é possível relacionar diferentes projetos e proporcionar a redução de erros na hora de construir.


  • Realidade virtual e aumentada

Esses recursos tecnológicos permitem que os envolvidos no projeto, desde os gestores aos clientes, possam ver o resultado desejado antes de concluir a obra, ou até mesmo iniciá-la. Também é possível simular mudanças e a viabilidade de sua aplicação e realizar testes de segurança.


  • Nanotecnologia aplicada

A nanotecnologia aplicada está revolucionando a produção de materiais na indústria, e pode ser aplicada na construção civil no desenvolvimento de nanotubos de carbono. A aplicabilidade desse recurso é muito ampla, mas deve ser devidamente planejada com antecedência.


  • Digital Twins

Digital Twins são representações virtuais de recursos reais desenvolvidas no ambiente de modelagem do BIM, e servem para conhecer o comportamento dos materiais na construção, passando por suas falhas e vantagens. Com essa tecnologia é possível prever erros e implantar melhorias para o projeto.


  • Estações robóticas

As estações robóticas são usadas para estudar os terrenos e avaliar sua capacidade geográfica, levantando informações sobre o espaço e monitorando o solo que vai receber a obra de forma remota ou coordenada.


  • Drones

Os drones são capazes de monitorar o canteiro de obras, inspecionar áreas perigosas para os seres humanos e mapear grandes áreas em pouco tempo. Além disso, com programas específicos, eles podem transformar as imagens em relatórios completos sobre o local.


  • Rastreamento de ferramentas

Ao instalar um código de barras em cada ferramenta, a construtora consegue controlar onde e por quem os equipamentos estão sendo usados, o que reduz gastos com a perda de materiais e evita acidentes.


  • Máquina de chapisco e reboco

Essa máquina é um equipamento móvel que realiza o chapisco e o reboco na construção, etapas importantes do processo.


  • Concreto poroso

Esse recurso combate alagamentos por facilitar a drenagem e absorção da água da chuva e diminui a temperatura do ambiente por conta de sua cor clara que reflete os raios solares.


  • Construção modular

Nesse tipo de construção, as peças modulares pré-fabricadas economizam tempo e promovem maior segurança para construções maiores por serem menos sujeitas a falhas ao passarem por um grande processo automático de produção.


  • Bioconcreto

Também chamado de concreto vivo, esse material possui bactérias na massa que podem regenerar rachaduras de forma natural. O bioconcreto também é sustentável, conserva a estabilidade da construção e é esteticamente mais bonito.


  • Software de gestão de obras

Por último, mas não menos importante, o software de gestão de canteiro de obras permite que a construção seja administrada de forma prática e fácil ao gerar relatórios automáticos sobre a obra que podem ser acessados a qualquer hora de qualquer dispositivo móvel, além da possibilidade de controlar o insumos, prazos, ocorrências e funcionários envolvidos na obra.

Para saber mais sobre essa tecnologia, não deixe de entrar em contato com a gente.


E, por fim, não se esqueça de nos seguir nas redes sociais para receber mais conteúdos como esse.